Todas nós leitoras temos preferências por um tipo de livro, ou algum tema, e muitas vezes queremos ler livros parecidos com aqueles que nos identificamos. Esse blog tem por objetivo elucidar com a indicação de livros. Se você também tem preferências de algum tipo de livro,mande para amoraosromances2@gmail.com. Ele será postado aqui para ser indicado.

terça-feira, 28 de junho de 2016

LIVRO DE BEATRIZ

Gostaria de romances que contenham casamentos em crise, com adultério e com reconciliações, ou não, no final, mas com mocinhos que mostrem realmente o arrependimento e sofram muito!

16 comentários:

  1. Obrigada linda pela indicação, vou procurá-lo agora mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Michelle Reid A Falta que Você faz
    Sandra Steffen Enquanto Você Dormia

    ResponderExcluir
  4. Obrigada já li alguns comentários sobres esse livros e já coloquei esses dois na minha lista de leituras pra esse fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. @IzabeldosAnjos Li o primeiro da Michelle Reid (A Falta que Você me Faz) e fiz o seguinte comentário:
    A traição sempre esteve na cabeça de Daniel e Lídia, ou seja, já existia o joguinho da sedução entre eles, claro no livro a autora “floreou” dizendo que ele desistiu da transa na última hora e blá blá blá. Então eu quis saber a opinião de um homem nesse caso e perguntei a um amigo e ele respondeu o seguinte: Daniel tinha intenção de trair Raquel desde o momento em que aceitou sair e depois ir pra casa de Lídia, como o próprio Daniel confessou ele sabia o que estava fazendo e sabia exatamente a intenção de Lídia naquela noite, e que, nenhum homem depois que chegou até esse ponto recuaria e com certeza teria transado com a advogada, a situação toda em si levava a esse resultado.
    Dá para justificar uma traição? Não dá! Não queiram arrumar justificativas e/ou desculpas para a traição, porque simplesmente elas não existem, cabe lembrar aqui que antes da casa cair Daniel tinha intenção de viajar com a Lídia na boa, somente quando o caso deles veio à tona ele deu um jeitinho de mandar outro no lugar, por que não o fez antes? Se a merda toda não tivesse sido jogada no ventilador fatalmente Daniel e Lídia se tornariam amantes, mesmo Daniel não estando apaixonado pela vagaba. Até aí tudo bem, pois ele o livro todo ele penou e reconheceu os seus erros, pois a quantidade de vezes que a esposa jogou na cara dele isso não foi fácil, mas merecido.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você também, para mim traição não tem justificativa nem perdão. E traição não é só sexo. Ele traiu a esposa com o envolvimento mesmo com a outra mulher, enquanto a esposa estava em casa cuidando dos filhos, ele estava em encontros com essa outra mulher. O que eu não gostei no livro foi o fato de que a esposa estava cansada da vida dela, queria um objetivo na vida, não só ser a esposa e mãe, e no final do livro ela acaba igual ou até pior do que no início. Ela não evolui.

      Agora, você leu o livro da Emily Giffin Questões do Coração?
      Queria saber sua opnião. Também lembrei dos livros :
      Laura Lee Guhrke - Nosso amor de ontem
      Penny Jordan - Segredos que Ferem

      Excluir
  7. Bem, quanto ao livro "Segredos que Ferem" da Penny Jordan só tenho a dizer que o livro é MARAVILHOSO, muito bem escrito, totalmente diferente dos romances cor de rosa que estamos acostumadas. Já disseram não é um romance para todos os gostos, é muito intenso, com personagens fortes e bem construídos. Bem vou fazer agora o advogado do diabo: não julgo o comportamento de Claudia, devemos nos colocar no lugar dela (eu já passei exatamente a mesma situação). Para uma mulher perder seu filho e saber que nunca mais poderá ser mãe não é uma situação fácil de enfrentar. Não se trata de egoísmo, a depressão bate pra valer sem que você perceba, a mulher realmente se sente incompleta afetando com isso o relacionamento conjugal. Foi o que aconteceu ao casal, eles sofreram muito, mas cada um à sua maneira, ou seja, isolados. O mocinho foi maravilhoso o tempo todo, amava demais a esposa. Os dois foram vítimas de uma prostituta viciada e mal amada - Garth foi o infiel mais fiel que já conheci - Simplesmente amei o livro ♡ ❤ ♡

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que li o livro errado, pois li "Suave Amor de Ontem" da Gina Gray. Mas, olha eu te recomendo, pois o livro é bom, bem escrito, embora a trama não seja das melhores e deixou a desejar como romance. No entanto, quando lemos um livro e não gostamos isso não quer dizer que foi falha do autor, apenas não nos identificamos com os personagens. Jake foi extremamente egoísta e sensibilidade passou longe dele. Jake realmente traiu Beth por que quis, por escolha própria, não foi uma transa casual numa noite de bebedeira, ele trocou Beth por Arlene. Ele esfregou o caso dele com Arlene desfilando na frente de Beth, sabendo que a estava machucando e ainda dizia sentir prazer em ver a dor nos olhos de Beth! Dez anos se passam e Jake nunca procurou saber o que havia acontecido com Beth, se estava viva ou morta. Eles se reencontram por ironia do destino, Jake descobre que foi armação de Arlene e que Beth era inocente e aí quer simplesmente reatar como se nada tivesse acontecido, recomeçar de onde eles pararam aff! Que abusado. Com isso força a proximidade da filha Lisa, fruto de sua traição com Arlene, aproveitando-se do coração bondoso de Beth. Observe que ele nunca pediu perdão pelo que fez no passado, apenas apareceu e impôs sua presença e a de sua filha na vida de Beth, usar a filha foi uma apelação absurda. Bem, sei que a criança era inocente, porém Beth tinha todo o direito de escolher se manter distante deles, assim como Jake escolheu traí-la. Beth não queria e não procurou aproximação com ele, ela refez sua vida, conseguiu se reerguer e seguiu em frente. Jake era tão insensível, que nunca pensou o quanto seria doloroso para Beth conviver com o fruto de sua traição diariamente! Ok, a criança não tinha culpa, mas Beth também não, a situação toda foi criada pelo cafajeste do Jake que não conseguia manter o zíper das calças fechado. Enfim, ele não merecia perdão e se fosse comigo não teria perdão mesmo. Beth merecia outra pessoa boa como seu ex-marido Daniel e ser feliz longe de Jake que nunca a mereceu! Leia Izabel e depois me conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li sim esse livro há algum tempo e lendo seu comentário relembrei a história. Concordo com o que você disse sobre não gostarmos de um livro não quer dizer que a história seja ruim ou que o autor errou, se bem que as vezes eu queria que o autor tivesse feito de um outro jeito a história, mas tudo bem. Por exemplo o livro da Sandra Steffen Enquanto Você Dormia, muita gente odiou pelo que acontece na história (eu também não gosto nem um pouco e se fosse a personagem não teria perdoado ninguém) mas eu gostei do livro, é uma história emocionante, te faz pensar, se colocar no lugar de cada personagem, prende a sua atenção. Sobre o livro Suave Amor de Ontem da Gina Gray, concordo com você, o Jake foi um canalha com a Beth e não a merecia de volta. O que a falta de comunicação não faz em relacionamento não é? Ao invés dele conversar com a Beth e esclarecer a situação, ele decidi trai-la. Triste.

      Excluir